segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Uma semana em busca de um cometa - Cometa ISON

Temos mais ou menos uma semana para tentar ver o comenta ISON aqui no hemisfério Sul.
No começo de setembro tínhamos a esperança que a aparição do cometa seria o máximo, podendo ser visto até mesmo a olho nu, mas ao que tudo indica, não parece que será tão brilhante assim.
Para quem gostaria de vê-lo recomendo utilizar pelo menos um binóculos simples e olhar na direção do Planeta Marte ou da constelação de virgem, uma boa dica para a busca pode ser encontrada no blog Física na veia do professor Dulcidio
" Assim que foi descoberto, o ISON provocou barulho entre os astrônomos. É que ele tinha tudo para ser o "cometa do século" ou, sendo menos exagerado, pelo menos nos brindar com um grande espetáculo observacional. Infelizmente, a evolução do cometa de lá para cá foi bastante frustrante. Ele está muito menor e menos brilhante do que esperávamos. Por isso mesmo só vinha sendo observado por telescópios.
Mas li hoje os primeiros relatos de pessoas que já conseguem observar o cometa ISON apenas com binóculo. Como ele está se aproximando do Sol, deve crescer e ficar mais brilhante. Mas não podemos prever quão grande e brilhante ele ficará. Talvez, com muita sorte, ainda possa ser visto a olho nu.
Para nós, no hemifério sul, na medida em que o cometa se aproxima do Sol, vai ficando cada vez mais baixo no horizonte, o que dificultará a sua observação cada vez mais. Em todo o caso, vale a pena tentar vê-lo. E teremos poucos dias para isso: a máxima aproximação do cometa com o Sol (periélio) ocorre em 28 de novembro. Imagino que depois do dia 20, dificilmente conseguiremos ver alguma coisa."
Para saber mais: http://fisicamoderna.blog.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário